quinta-feira, 26 de novembro de 2009

Não imaginei sentir tanta falta...


Oi pessoal, na sexta feira passada recebi um telefonema ás 6:00 hs da minha cunhada dizendo para eu ligar com urgência para minha mãe(biológica). Ao ligar pra ela recebo a notícia de que meu irmão caçula havia sido assassinado.
Entrei em desespero, não sabia o que pensar ou fazer... entrei nos sites de linhas aéreas e comprei as passagens... Embarquei com a Duda ás 13:00 hs de sexta feira, ao encontrar a minha mãe inconsolável não tive reação a não ser chorar... Ficamos abraçadas por uns 3 minutos... 
O dia passou e o telefone não parou de tocar, a casa cheia o dia inteiro, os amigos indo abraçar a família pelo acontecido.


Meu irmão era usuário de drogas e começou a fazer favores aos bandidos para pagar a droga que consumia, acabou se tornando um deles, no entanto nós da família sabíamos, conversávamos com ele sobre o assunto, mas NUNCA presenciamos nada, eu nunca vi meu irmão bêbado ou drogado... pois qd ele estava fora de si não voltava pra casa. Ele apesar disso tudo, era muito carinhoso, tocava qualquer instrumento que dessem na mão dele, era brincalhão e adorava uma festa...


Na quinta feira, ele passou o dia inteiro em casa... brincou com a filhinha dele (que tem a idade da Duda, 1 ano e 9 meses) e conversou com a minha mãe... Estava se despedindo... 
Uns "amigos" vieram chamar ele em casa e ele disse que não ia, não queria sair de casa pois estava com o dente doendo e a boca inchada... mas os "amigos" insistiram e ele depois de uma discussão acabou indo... disse pra minha mãe que já voltava e não voltou...
Eles foram invadir um morro lá no Rio e meu irmão estava dirigindo um dos carros, qd os carros passaram a polícia atirou e acertou o meu irmão na altura do peito... a bala perfurou a veia aorta o matando na hora... 


No sábado pela manhã, fomos até o cemitério onde seria o velório e enterro... Saber que seu irmão morreu é uma situação muito triste, mas ver o seu irmão dentro de um caixão... não tem explicação... Qd ele nasceu eu tinha 6 anos e tudo o que vivemos juntos veio á tona... Brigas, discussões, conversas, danças, bagunças, brincadeiras, beijos, abraços, TUDO... Ver a minha mãe e meu padrasto chorando em cima do corpo do meu irmão, foi a cena mais triste e mais chocante que já vi na minha vida... agora que sou mãe a minha visão é outra e não consigo imaginar a dor de uma mãe que perde o seu filho.
Por isso a Vanessa é um exemplo de força e nobreza pra mim, pois qd eu soube da morte da Carol entrei em parafuso, pois poderia ter sido a minha filhinha tbm... 


Sei que agora ele descansou e toda a família vai ter descanso tbm... Já peguei todas as informações para realizar as ordenanças por ele ano que vem... Aos 22 anos nos deixou saudades e oro para que ele se torne um missionário agora...

3 comentários:

Simone disse...

Crix, querida, sinto muito por tudo isso. Oro para que vcs superem esta perda de alguma forma. beijos

Roberta disse...

Crix, fiquei emocinada com o seu relato. Tenha forças para suportar essa dor, e com o conhecimento tenha paz.Espero e oro para que o PAi Celestial conforte e ampare toda sua familia.
um grande beijo
Roberta

Loanna disse...

♥Nossa,Crix,eu imagino a dor que vc deve ter sentido,pq eu tbm tenho esse problema em casa,ma eu Peço ao Senhor que console vc e toda sua família,dando-os mta força para enfrentarem isso!!
Eu amO mtO vc Crix,e sinto mtO pelo seu querido irmãO♥